Notícias

21/05/2019 15:24 |

Reunião semanal do Comitê de Investimentos da Funprev

O Comitê de Investimentos da Funprev (Fundação de Previdência dos Servidores Públicos Municipais Efetivos de Bauru) esteve reunido nesta terça-feira, 21/05, na 17ª sessão do ano.

 

Estiveram presentes os membros Diogo Nunes Pereira, Marcos Rios da Silva, Antônio Carlos Batista Martinez, Patricia Maria S. Cardoso, o presidente do Comitê, David José Françoso, o presidente da Funprev, Gilson Gimenes Campos, o economista Luiz Gustavo P. Macedo, e o presidente do Conselho Fiscal, José Aparecido dos Santos.

 

O Comitê verificou os principais indicadores de renda fixa e renda variável no mês corrente, até o fechamento do dia 20/05/19, observando performance positiva nos indicadores de renda fixa e uma queda no segmento de renda variável devido, principalmente, a fatores globais e a situação política em nível federal.

 

Os integrantes receberam e tomaram ciência da documentação referente a três produtos de investimentos do Banco Itaú e a carteira sugerida de maio/2019 do Banco do Brasil. Na sequência, foi aprovado o relatório de investimentos da Funprev referente ao mês de abril, verificando sua aderência em relação à meta estabelecida na Política de Investimentos. O Comitê sugeriu a remessa ao Conselho Fiscal para aprovação do relatório conforme prevê o manual do Pró-Gestão.

 

O Comitê recebeu o processo e tomou ciência das movimentações realizadas na renda fixa conforme extratos juntados nos autos. Foi encaminhada pela presidência da Funprev uma análise realizada pelo Núcleo de Investimentos, onde é sugerido um aumento de exposição na renda variável conforme estudo já inserido no processo. O Comitê discutiu o assunto e ponderou as sugestões propostas de aumento imediato de aproximadamente R$ 17 milhões, representando pouco mais de 3% da carteira da Fundação, chegando à aproximadamente 20% de exposição na renda variável.

 

Foi discutida a possibilidade de manter a carteira da forma como está, porém foi abordada a situação de inércia em relação aos fatos políticos e econômicos que estão ocorrendo. Diante do exposto, após ampla análise, o Comitê decidiu sugerir ao Conselho Curador a adoção da estratégia de aumento de exposição na renda variável de forma gradativa, visando a formação de um preço médio diante dos eventuais movimentos de volatilidade (queda e valorização da Bolsa).

 

Tomando como base o índice IBOVESPA, que neste ano de 2019 teve fortes oscilações devido às discussões em torno de políticas econômicas em nível federal e por conta de fatores globais que influenciam os investimentos domésticos, foi sugerido o resgate de R$ 2,5 milhões do fundo de investimento BB Previdenciário IDKA IPCA 2 RF, considerando ser um fundo atrelado a um indicador de maior risco comparado ao CDI, para ser aplicado no fundo Sulamérica Equities FI Ações que, considerando os estudos e análises, é o fundo que apresenta melhor risco/retorno dentre os produtos de renda variável mais conservadores.

 

Finalizando, ficou deliberado que a próxima sessão ordinária será realizada no dia 28/05, terça-feira, a partir das 9 h.

As atas ficam disponíveis em http://www.funprevbauru.sp.gov.br/funprev_v2/conselhos/comite.php?s=atas .


Clique aqui para visualizar as imagens.